O que é Au Pair?
Foto: InterExchange USA

Passar uma temporada no exterior é o sonho de muitas pessoas. Entretanto, mesmo com as diversas facilidades de pagamento hoje em dia, fazer um intercâmbio de longa duração ainda é muito caro. Dentre as opções disponíveis, o programa de Au Pair é considerado uma alternativa econômica ao permitir que a pessoa receba um salário durante o intercâmbio, além de proporcionar uma integração maior na cultura estrangeira.

Au Pair é uma palavra do francês cuja tradução é "a par" ou "igual". Este significado define, de certo modo, o próprio intercâmbio, uma vez que os participantes convivem com uma família e, teoricamente, são tratados como parte dela. A ideia é que as (os) Au Pairs ajudem a cuidar das crianças e realizem algumas tarefas domésticas (leves e relacionadas aos pequenos) por, no máximo, 30-45 horas semanais. Em troca, recebem mesada mensal, hospedagem e alimentação da família.

São vários os destinos possíveis e o preço do programa varia de acordo com o país e a forma como a (o) Au Pair ingressa no programa (com ou sem agência). Os EUA, por serem o país pioneiro e mais tradicional, costumam ter mais vantagens e, consequentemente, são o destino mais procurado. Quando iniciei minhas pesquisas sobre o intercâmbio e tinha como objetivo uma experiência americana, entrei em contato com a CI e a Cultural Care. Gostei do serviço oferecido pelas duas, mas como a primeira era a mais em conta, seria a minha opção.

Entretanto, conforme já citado no primeiro post da série, a vida direcionou-me para a Alemanha e iniciei uma nova leva de pesquisas. Em Fortaleza, apenas a CI realiza este intercâmbio em outros países além dos EUA. Para a Europa, entretanto, não é necessário ter o intermédio de uma agência, exceto no caso da Holanda. É possível negociar tudo diretamente com a família ou entrar logo em contato com as agências de Au Pair, como a Au Pair World, o que proporciona grande economia.

A duração do intercâmbio, bem como os benefícios, também depende do destino escolhido. Enquanto para os EUA o tempo de permanência  pode chegar a dois anos, na Alemanha o máximo é um. Para a Europa, de modo geral, não estão inclusos as passagens internacionais e o curso, como acontece no programa americano. Aos interessados, vale conferir qual destino se adapta melhor às condições disponíveis. 

E vocês? Já fizeram ou pretendem fazer um intercâmbio? Por qual programa foram ou pretendem ir? O que acharam do Au Pair? Deixe um comentário com sua opinião.