Por que os arquitetos vestem preto? - Why do architects wear black?
Foto: Dimitrios Tsatsas
Cada profissão tem uma série de posturas comuns aos profissionais que variam do comportamento à vestimenta. Deste modo, assim como os médicos são lembrados pelas batas e os advogados pelos ternos, os arquitetos chamam a atenção por optarem, em sua maioria, por roupas de cor preta. Mas afinal, qual seria o motivo desta escolha?

Foi esta dúvida que motivou Cordula Rau a compor o livro Por que os arquitetos vestem preto (em inglês, Why do architects wear black?, 2009), publicado pela editora Springer Wien New York. A arquiteta decidiu questionar colegas de diferentes nacionalidades a fim de desvendar esse mistério, até mesmo para os próprios arquitetos.

Ao todo, ela reuniu 111 respostas a partir das quais os profissionais tentam explicar o porquê do preto. A diagramação do livro é bem simples (“clean’, como diriam meus amigos designers) e lembra bastante um caderno de anotações. Ao folhear o livro, o leitor tem acesso às anotações originais dos arquitetos entrevistados, com a caligrafia e idioma de cada pessoa, na página do lado direito, e a tradução, no lado esquerdo, para o inglês.

"Preto é a cor da intuição" - Black is the color of intuition. Wolfgang Pöschl
"Preto é a cor da intuição". Wolfgang Pöschl. (Foto: Aline Lima)

O estilo da diagramação deixou o livro com um aspecto mais pessoal, aproximando o universo dos profissionais do universo de cada leitor. Assim, a leitura é rápida e bem agradável.

É interessante observar que, enquanto alguns negam o costume, como Peter Eisenman, de Nova Iorque, ao responder com um simples “Eu não visto preto.”, outros dão uma justificativa mais filosófica, como Hani Hashid, da mesma cidade, segundo o qual a razão é “Para desaparecer no espaço.”.

Eike Becker, de Berlin, foi mais explicativo. Para ele, “preto é a cor dos criativos: misteriosos, profundos e definidos. (O preto) fica bem com todas as cores.”. Por outro lado, Dietrich Fink, de Munique, preferiu deixar a interpretação aos leitores ao responder apenas com “verde.”.