Não Conte a Ninguém traz a história de David Beck, um pediatra que perde a esposa, Elizabeth, de uma forma inesperadamente trágica: No dia que o casal comemorava uma data especial, ele foi golpeado com um taco e ela foi raptada e brutalmente assassinada por um serial killer.

Oito anos se passam, mas David continua abalado com o acontecido. Todavia um fato faz com que tudo volte à tona: a polícia encontra dois corpos enterrados próximos do lugar onde Elizabeth foi encontrada morta. Junto aos corpos, estava o taco usado para golpear David naquela noite. Com isso os investigadores passam a desconfiar que David esteja envolvido com a morte de sua esposa. 

Como se isso não bastasse, ele passa a receber e-mails que só podem ter sido enviados por Elizabeth. Assim, além de provar sua inocência, David terá que descobrir quem está enviando os e-mails.

O livro é escrito por Harlan Coben, vencedor de vários prêmios internacionais de literatura e um dos autores mais aclamados pela crítica na atualidade. Harlan já vendeu mais de 50 milhões de livros no mundo todo. Para se ter ideia do sucesso do autor, seus últimos seis livros lançados alcançaram o topo das listas dos mais vendidos tanto do The New York Times quanto de várias outras listas pelo mundo.

Li as 250 páginas do livro praticamente em um dia por conta dos ganchos sensacionais deixados pelo autor de um capítulo para o outro. O livro mantém o ritmo e o suspense em todas páginas e me garantiu gratas surpresas e momentos WTF?. Pra quem curte tramas ágeis, ação, mistérios e reviravoltas (acredite: Harlan Coben utiliza esse recurso com maestria), esse livro é uma excelente opção.

Curiosidade: O livro foi adaptado para o cinema no ano de 2006, com o título Ne le dis à personne (Tell No One, em inglês). Dirigido pelo ator e diretor Guillaume Canet e estrelado por François Cluzet, o filme ganhou vários prêmios importantes na França, incluindo o César de Melhor Ator e Melhor Diretor.